Desafios

A Woodward tinha uma abundância de dados de máquinas operacionais sendo agregados por vários sistemas comerciais e de TI, mas não contava com os processos necessários para tornar as percepções acionáveis.

 

A Woodward, Inc. é a maior e mais antiga designer independente, fabricante e provedora de serviços de sistemas de controle e componentes de sistemas de controle para os setores aeroespacial e industrial do mundo. Sediada em Fort Collins, no Colorado, a empresa possui presença global nas Américas, Europa, Ásia e Oriente Médio. Os sistemas e componentes da Woodward otimizam o desempenho de plataformas de asas fixas e de rotor em aeronaves, veículos terrestres e outros equipamentos comerciais, corporativos e militares. A empresa melhora a qualidade global da vida e da sustentabilidade via tecnologia capaz de otimizar o uso de energia por meio de maior eficiência e menos emissões.

O desafio

O advento da Internet das Coisas Industrial (IIoT) está criando novas oportunidades para os fabricantes aprimorarem processos e coletarem percepções adicionais que, até então, não estavam disponíveis. Poder monitorar remotamente cada parte de uma instalação industrial significa melhorar consideravelmente a eficiência operacional e a qualidade dos produtos — mas as implementações de IIoT são desafiadoras até mesmo para as empresas com recursos à vontade.

Assim como a maioria dos fabricantes, a Woodward tinha toda uma abundância de dados de máquinas operacionais agregados por vários sistemas, como gerenciamento do ciclo de vida de produtos (PLM), planejamento de recursos empresariais (ERP) e sistemas de execução de manufatura (MES), mas não contava com processos em prática para tornar esses insights em informações acionáveis. Além disso, a Woodward estava em busca de formas de melhorar o desempenho dos funcionários, o treinamento e as operações e queria fornecer aos trabalhadores um conjunto de telas de aplicativos do usuário capazes de executar ordens de serviço de uma forma mais racionalizada.

Um problema frequentemente enfrentado pela Woodward era que, sempre que os sistemas de PLM ou ERP perdiam a sincronização, os funcionários eram forçados a dedicar tempo valioso trabalhando para ressincronizar os bancos de dados entre as organizações, o que impactava significativamente a produtividade.

Em um esforço para melhorar o gerenciamento de trabalho e visual no ambiente de operações, a Woodward percebeu que era necessário identificar uma solução capaz não apenas de automatizar tarefas manuais e a entrada de dados, mas também apresentar todos dados dos processos de manufatura em uma única interface do usuário. Após as experiências da organização com as ofertas de MES e entender que essas implementações podem exigir vários anos e custar vários milhões de dólares, a Woodward passou a procurar uma solução mais simples e rápida para agrupar e distribuir dados, bem como uma solução capaz de permitir treinar rapidamente os operadores nos novos processos e deslocar recursos com base nas necessidades de produção. Ao investir em uma plataforma única para design e planejamento, os funcionários seriam capazes de acessar facilmente informações operacionais e de ordens de serviço — independentemente do departamento ou localização — e utilizá-las em tempo real para desempenhar suas funções com mais eficiência. Uma abordagem de plataforma única também facilitaria uma maior flexibilidade da força de trabalho ao facilitar a migração dos funcionários de um tipo de operação de produção para outro.

A abordagem

A Woodward recorreu a suas parcerias e investimentos existentes para levar tecnologia moderna para a fábrica sem precisar enfrentar uma disrupção digital completa. Eles já utilizavam sistemas Creo e PLM Windchill da PTC em seus centros de produção há anos, e concluíram então que agregar a essas soluções totalmente integradas seria a próxima etapa mais direta e econômica.

A Woodward também utilizava um sistema de MES e tinha os recursos e a inteligência necessários para realizar a implementação internamente, mas percebeu que trabalhar com um parceiro de confiança seria muito mais rápido e eficiente em termos de custos. Eles decidiram utilizar a plataforma de inovação industrial ThingWorx da PTC como uma camada paralela ao ambiente existente. A ThingWorx oferece conectividade industrial com tecnologia Kepware, recursos de desenvolvimento rápido de aplicativos, análise e suporte para implantações locais ou na nuvem que tornam simples criar de forma rápida uma solução conectada, implantá-la em escala e concretizar o valor e o impacto sobre os negócios.

A solução

Ao utilizar a plataforma de inovação industrial ThingWorx como camada de tecnologia, a Woodward desenvolveu um sistema de informações de manufatura (MIS). O MIS é uma solução de manufatura que possibilita o gerenciamento padrão de trabalho e visual no ambiente de operações. O MIS da Woodward é totalmente integrado ao equipamento automatizado de manufatura da empresa, como a National Instruments TestStand, chaves de torque, prensas, marcadores a laser, MWES/Gerenciamento de operações de manufatura (MOM) e Sistema de manufatura flexível (FMS)/Makino, o que permite a comunicação suave entre as máquinas.

A Woodward também utiliza o sistema MIS para treinamento de funcionários e acompanhamento de certificações para garantir que todos os membros sejam certificados para que as operações possam ser concluídas. Seguindo essas mesmas linhas, os funcionários agora podem realizar o acompanhamento da calibração, o que impede que as operações sejam concluídas sem as ferramentas devidamente calibradas. A empresa também pode automatizar o registro de horas padrão ou reais trabalhadas a fim de garantir conformidade com normas do governo.

Os recursos de dados automatizados da solução ThingWorx dão aos funcionários acesso a todas as informações de que eles precisam — incluindo instruções de trabalho e requisitos de inspeção — personalizadas de acordo com a unidade de negócios ou geografia. Com níveis de visibilidade aumentados em todos os níveis do processo de manufatura, os funcionários da Woodward agora podem tomar decisões de negócios mais informadas baseadas no fluxo constante de informações que têm à disposição.

Conforme a Woodward continua a se beneficiar do sistema MIS, a empresa olha para futuros projetos com a PTC e o que outras tecnologias da próxima geração podem fazer por seus negócios. A empresa começou a investigar os impactos da realidade aumentada (AR) e já começou a trabalhar com a PTC para implantar programas piloto que ajudarão a capacitar trabalhadores, otimizar processos de manufatura e aprimorar a precisão e a produtividade. A Woodward acredita que essa tecnologia reduzirá ainda mais o tempo necessário para treinar os funcionários em determinados processos de montagem e manufatura.

Saiba mais

A plataforma ThingWorx reuniu todos os nossos vários sistemas e permitiu que os dados desses sistemas fossem utilizados por nossos profissionais. Não apenas conseguimos melhorar ainda mais a qualidade dos nossos produtos, mas também aumentamos drasticamente a eficiência e a produtividade em todas as nossas instalações.

– Jay Drager, Diretor de Sistemas empresariais globais, Woodward "