Paul McCartney, Keith Richards e Jimi Hendrix motivaram o jovem Aristides Poort, com apenas de 12 anos de idade, a aprender a tocar guitarra. Mas, em vez de assumir a vida de uma estrela de rock, ele cresceu e foi estudar engenharia civil na Technical University of Delft, nos Países Baixos.

"Era um ambiente muito inspirador onde trabalhávamos em projetos futurísticos para melhorar a sociedade", diz Poort. Mas isso não significa que ele esqueceu seus antigos heróis da música. Após a graduação, ele usou suas habilidades de engenharia para imaginar e criar a guitarra perfeita.

O sonho

A guitarra dos sonhos de Poort teria um tom perfeito e sustentação mais longa. Ela seria elétrica, mas ressoaria como um violino delicado.
Você pode pensar que essas qualidades precisam ser forçadas com circuitos eletrônicos. Mas Poort diz que um verdadeiro instrumento de qualidade emite um som doce e quente quando desconectado, com pouquíssimo zumbido pelo corpo quando você mexe nas cordas.

Trabalho em equipe

Poort foi à Technical University, sua alma mater, para trabalhar em seu instrumento visionário. "Olhamos a estrutura das células da madeira de alta qualidade em que todas as melhores guitarras e outros instrumentos de cordas são fabricados", diz ele. "A madeira influencia o som, define como a guitarra ressoa e determina com a sustentação funciona. Mas a madeira ressoa em apenas duas dimensões devido à sua estrutura de fibras rígida. Não há como mudar isso."

Por isso, a equipe de Poort repensou o material. Por fim, eles criaram um novo material sem fibras que chamaram de Arium.

"O Arium não possui fibras de restrição. Portanto, ele pode ressoar em qualquer lugar", diz Poort. O resultado é um material com características sônicas geralmente encontradas nos Stradivarius do século XVIII.

Criatividade

Mesmo com o Arium, Poort sentia que muitas outras inovações eram necessárias. Ele então convocou Nout van Heumen para transformar sua ideia em um produto real com o auxílio do PTC Creo.

"O objetivo era criar uma guitarra com cordas muito limpas e com o mínimo de desorganização mecânica", diz Poort. "Precisávamos equilibrar estética, conforto e acústica com cuidado."

Em termos ergonômicos, a equipe otimizou o design para proporcionar o máximo de aproveitamento ao tocar, desde uma transição de pescoço suave ao redor do braço superior até a superfície fosca do corpo e pescoço, que impede que mãos suadas percam a aderência.

"Criei todas as peças principais da guitarra, até mesmo cordas e afinadores, no PTC Creo", diz van Heumen. "Usando a abordagem de modelagem paramétrica, criei facilmente um modelo no qual poderia alterar a dimensão e o ângulo do pescoço da guitarra e todo o design seria corretamente atualizado."

Mesmo o perfil do pescoço da guitarra é criado como uma superfície paramétrica que pode ser alterada junto com a dimensão e a largura do pescoço. "Isso nos ajuda a reduzir o número de protótipos, aumentar designs de conceitos que podemos explorar e até mesmo agilizar designs de modelos futuros", diz van Heumen.

A parte mais espetacular da guitarra é o tróculo. A maioria dos pescoços de guitarra são aparafusados ao corpo. Mas a Aristides combina as duas em uma única peça. "A transição é muito suave", diz van Heumen. "Na verdade, não é nem mesmo visível."

Os recursos de superfície e curvatura do PTC Creo garantem que a transição das superfícies seja contínua, apoiando a continuidade da curvatura C2 onde a curvatura é contínua, mas permitindo uma alteração aguda na inclinação necessária entre o corpo e o pescoço.

Produtividade

"Com o modelo completamente detalhado e paramétrico da guitarra, criamos rapidamente um protótipo físico e, em seguida, testamos sua ergonomia e usabilidade com alguns guitarristas. Com seus feedbacks, alterei a dimensão e o ângulo do pescoço para otimizar o design", diz van Heumen. "Essas alterações foram muito rápidas com o PTC Creo."

Van Heumen também usou o PTC Creo para projetar moldes de alumínio e ferramentas para fabricar a guitarra. "O corpo, o pescoço e a mão são uma peça única. Como um processo de manufatura com molde é utilizado, ele precisa ter uma linha de separação oculta contínua e um desenho ergonômico e atraente", diz ele.

O resultado

A guitarra Aristides OIO nasceu com um corpo e um pescoço Arium integralmente moldados em uma única peça, um braço de ébano de primeira qualidade com incrustação em pérola e um fino acabamento em preto fosco ou alumínio-prata.
Desde o lançamento, a Aristides OIO recebeu avaliações excepcionais e estabeleceu fãs leais na América do Norte, Japão e Europa, incluindo Adrian Vandenberg, que tocou com David Coverdale e Whitesnake no sucesso número 1 das paradas "Here I Go Again". Vandenberg diz que tocar uma Aristides é como "pressionar uma tecla em um piano de cauda Steinway".

Comece com o PTC Creo – Não pare por nada

Ideias são o ativo mais precioso da sua equipe de produtos. Aplicar essas ideias em produtos reais que diferenciarão sua empresa é onde o PTC Creo contribui. Como o pacote de software de design mais dimensionável e fácil de usar do mundo, o PTC Creo maximiza cada aspecto do processo de design. Desde criatividade a produtividade, do trabalho em equipe à eficiência.

"Criei todas as peças principais da guitarra, até mesmo cordas e afinadores, no PTC Creo... Usando uma abordagem de modelagem paramétrica, criei facilmente um modelo no qual poderia alterar a dimensão e o ângulo do pescoço da guitarra e todo o design seria corretamente atualizado."
Nout van Heumen, Designer industrial holandês freelancer

Soluções de tecnologia da PTC

Saiba mais sobre as soluções da PTC apresentadas nesta história.